Pesquisar este blog

domingo, 17 de maio de 2009

Biscoito de queijo

Biscoito de queijo tem o seu valor aqui na minha casa, e tem que ser servido bem quentinho e com um bom café. Tenho várias receitas, mas os ingredientes não variam muito, somente as medidas. E se você é como eu, que na hora que está comendo essa delícia esquece o que significa a palavra calorias, experimente fazer essa receitinha aqui, que é boa. Antes de tudo, você precisa tomar cuidado na hora da escolha, do polvilho e do queijo, pois irá fazer a diferença. Eu prefiro o polvilho caipira e o queijo de minas curado e ralado na hora. Além disso, os ovos também devem ser caipiras, para que os biscoito fiquem com aquela cor amarelinha né! mas, se você não os encontrar, use os ovos de granja mesmo.

Ingredientes:

1/2 copo de leite morno

1 colher de manteiga

1/2 copo de óleo

3 colheres de sopa de nata

4 copos de polvilho

3 copos de queijo de minas curado e ralado

5 a 6 ovos caipiras

sal a gosto

Modo:

Colocar o polvilho na bacia, fazer um buraco no meio, acrescentar a manteiga, o óleo, a nata, os ovos, o queijo e o leite.Acrescente o sal com moderação. Amasse muito bem. Esta massa fica bem macia e fácil de enrolar. Uma dica: bater um pouco os ovos antes de misturar a massa, para facilitar que se incorpore aos demais ingredientes. Enrolar no formato acima e levar para assar em forno quente até ficarem levemente dourados.Não precisa untar a forma.

Sobre Pimentas

Existem sabores que sequer sabemos explicar porque gostamos!
E pimenta é um bom exemplo...
Acho que aprendi comê-las com o meu pai, pois quando era criança, o via comer uma malagueta inteira no dente, como se não tivesse ardência nenhuma. De tanto vê-lo fazer, fui aos poucos, me curvando ao desejo de querer experimentar também. E olha, acabei me encantando e gostando! Esta semana, o assunto "pimenta" esteve muito presente...
E diante de tantos encontros, só me resta escrever sobre essa iguaria bonita de se ver.
Então, liguei a TV e lá estava a Ana Maria Braga falando de pimenta. Na academia, minha amiga Neila me disse que iria me dar um vidro da pimenta dedo de moça vermelha, á base de vinagre, sal, alho e 01 colher de mel, que eu simplesmente adoro! Além disso, fui em uma livraria, e me deparei com este livro que postei aqui, " Pimentas com suas receitas" , que por sinal é um tipo de dicionário com algumas receitas muito interessantes, e que por essa razão, vale a pena levar para casa. E por fim, meu amigo "Paulo Bezerra", que é autoridade em fauna cinegética, me passou email perguntando sobre a pimenta forte ( estou curiosa em conhecer que pimenta é essa!), que foi prometida a ele pelos índios Krahô, em sua última visita pelas aldeias. Sei que é costume dos índios usar para temperar seus alimentos, pimenta com sal pilada.
No Brasil, são consumidas , principalmente na forma de geléias, que dá um toque suave ao sabor e conservas feitas á base de vinagre ou azeite.Elas estão presentes não só em pratos principais, mas também foram incorporadas em entradas finas e sobremesas, e quando misturadas ao chocolate e até sorvete, dão ar de sofisticação. Servem de referência de comidas regionais, como é o caso da Bahia, que oferece uma grande variedade de pratos quentes, os quais são sinonimos de sabores picantes.
Aqui no norte do Tocantins, toda cozinha tem um bom molho de pimenta. As preferidas são a malagueta, pimenta de cheiro, pimenta dedo-de-moça, comari e biquinho.
Segundo pesquisas, o sabor picante das pimentas deve-se a presença da capsaicina, uma substância química que dá à pimenta o seu caráter ardido, que possui as propriedades benéficas à saúde.
Acredite, ela não é tão vilã assim como alguns pensam, ao contrário, possui propriedades medicinais comprovadas, sem falar do valor nutricional, pois contém ferro, cálcio, caroteno, tiamina, niacina, riboflavina, fibras, vitamina A e C, assim como a liberação de endorfinas, que provocam sensação de bem-estar, fazendo o humor se elevar. Agora é com você.
Abacaxi com Pimenta

Descascar 01 abacaxi, cortar e bater no liquidificador.
Levar ao fogo num panela média com 5 colheres (sopa) de açúcar,
6 cravos, um pedaço de canela em pau, cozinhar
até ponto de geléia. Cortar 02 pimentas malaguetas com
sementes e três sem sementes. Misturar com a geléia de abacaxi,
cozinhar por 2 minutos. Esfriar para utilizar.
Corte 01 abacaxi em rodelas, disponha-as em um pirex de vidro e jogue a geléia por cima.
Para enfeitar, pimentas biquinho.
Sirva com pernil de porco, lagarto assado ou com frios.

domingo, 10 de maio de 2009

Minha Mãe

Hoje em especial, lembro com saudades da minha pequena Violeta.
Sempre tão serena e tranquila em seu falar e agir.
Quanta sabedoria carregava em sua alma!
Eu fui contemplada com a graça de Deus,
por tê-la ao meu lado durante tantos anos.
Acredite, minha referência de vida será sempre a sua presença,
ainda que, agora só no coração.
Nas minhas lembranças ficará o olhar de ternura, os conselhos de paz,
o cuidado, o amor infinito, as resposta à procura de uma solução
e a gratidão por todas as suas preces
para me ver sempre bem e feliz.
Estou tentando Mamãe, aprender com você.