Pesquisar este blog

segunda-feira, 31 de março de 2008

Bolo de flocos de milho "Tia Lola"

Bom minha gente, posso dizer que gosto muito de comer um bom bolo de fubá ou mesmo qualquer outra variação que vem do milho.
Estava lá no supermercado... pra variar, sempre correndo, quando dei de cara com os flocos de milho "Tia Lola". Então pensei, em fazer a vez com a minha amiga Danielle, comprando um de seus produtos fabricados na Coalto. E olha, além de ser uma delícia tem qualidade heim!
Todo produzidinho em Araguaína.
Para falar a verdade, tenho muitas receitas de bolos, fica até difícil escolher. Muitas herdadas da minha mãe, tia, irmã e amigas. Não posso deixar de dizer que também encontro ótimas receitas aqui na net, e muitas outras que fazem parte do meu acervo, são inventadas por mim, pode acreditar. É aquela história, ao longo do tempo, agente vai acumulando experiências, e assim, aprendendo também a inventar, como é o caso desta aqui.

4 ovos

1 1/2 copo de leite

1 ½ copo de açucar

1 copo (requeijão – 1 dedo) de óleo

1 colher de sopa de margarina

1/2 pacote de de coco ralado

03 colheres de sopa de queijo ralado

1 1/2 copo de flocos de milho Tia Lola

2 colheres sopa de farinha de trigo

01 colher de sopa de fermento em pó

Modo:

Bato no liquidificador os ovos inteiros, a seguir acrescento o óleo, o açucar e bato mais um pouco. Adiciono o leite, bato mais um pouqinho. A seguir, os demais ingredientes, exceto o fermento, que incorporo por último à massa. Coloco em uma forma untada só com manteiga. Levo ao forno por 30 minutos. Depois de assado, retiro do fogo e polvilho com açucar e canela.

segunda-feira, 24 de março de 2008

Coelhinhos da Páscoa!

Sempre gostei de comemorar a páscoa com os meus filhos. Agora que os dois mais velhos já ficaram adolescentes, de pequeno, só o Leandro, que está com 06 anos, por isso, tenho que aproveitar o tempo, que passa rapidinho, porque depois que crescem, simplesmente eles não querem mais saber dessas pieguices de mãe. Este ano, resolvi colocar nos convidados, máscaras de coelhinhos, e não é que ficaram lindos? Muito chocolate e brincadeiras, dentre elas, até um mini big brother, com direito a votação e eliminação, você precisava ver. A galerinha adorou!

Nunca foi o meu fraco mexer com chocolate, pois acho

que dá muito trabalho, mas ainda assim, tive a idéia de fazer

alguns pirulitos, para fazer uma graça para os meninos.

E até me surpreendi com o meu desempenho. Enfim, deu certo!

E como eles são fanáticos por bolo de chocolate, fiz este aqui,

super gostoso.

Bolo de Chocolate Delicia

2 xícaras (chá) rasas de açúcar,

2 xícaras (chá) de achocolatado em pó,

04 ovos,

1 copo de leite ,

02 xícaras (chá) de farinha de trigo,

1 colher (sopa) de fermento em pó,

1 copo de óleo (menos 1 dedo).

Cobertura

1 lata de creme de leite,

4 colheres (sopa) de achocolatado em pó,

1 colher (sopa) de manteiga

Modo de Preparo:

Bata no liquidificador os ovos por alguns segundos, depois acrescente o óleo, o leite e o açucar. Bata bem. Em uma bacia, misture o que você bateu no liquidificador com a farinha de trigo, o chocolate e por último, o fermento em pó até formar um creme homogêneo. Coloque em forma untada e leve ao forno pré aquecido.Depois de assado, corte-o ao meio.

Cobertura:

Misture todos os ingredientes em uma panela e leve ao fogo até começar a ferver. A seguir, espalhe sobre o bolo ainda quente. Antes de colocar a cobertura e o recheio, molhe o bolo com uma mistura de leite e chocolate em pó ou uma calda feita com: 1/2 litro de água, 03 colheres de açucar, 05 cravo-da-índia e 01 pedaço de canela. O bom dessa cobertura, é que ela não fica muito doce.

sábado, 22 de março de 2008

Pimenta Deliciosa

Há muito tempo a trás, a minha amiga Cláudia Souza, que mora hoje em Uberlândia, havia me dado a receita desse delicioso molho de pimenta. E agora a minha amiga Neila sempre me presenteia com um pote, que trás da fazenda. Você pode comê-la pura, não arde ou recheá-la com pasta de ricota. Tem um aroma super bom. É fácil de preparar, confira:

Pimentas vermelhas dedo-de-moça cortadas ao meio e sem sementes, vinagre branco o suficiente para cobrí-las, 05 dentes de alho inteiros e 1 colher de mel. Deixar por alguns dias para começar utilizar.

Abobrinha Crocante

Se tem uma entrada que é sucesso garantido é essa abobrinha! Principalmente se for servida com um pãozinho ou torradas. Todas às vezes que faço, querem a receita. E atendendo a pedidos, aqui está.
3 kg de abóbora menina
500 ml de azeite de oliva
03 cebolas médias
1 1/2 xícara de vinagre branco
01 colher de sopa de orégano
cebolinha e salsinha picados
20 pimenta - do - reino inteiras
Pimenta dedo de moça vermelha em conserva
Modo:
Depois de bem lavadas corto em rodelas finas. Levo-as ao fogo com 1 litro de água, um pouco de vinagre, um fio de azeite e sal. Deixo ferver por 5 minutos. Não pode ser mais, se não amolece e não fica verdinha. Tem que ficar "al dente". Retiro do fogo, escorro e asseguir jogo água bem gelada. Este choque térmico serve para que fiquem mais firmes. Levo ao fogo em uma panela, o vinagre, a cebola, as pimentas-do-reino e o azeite por 15 minutos. Retiro do fogo e acrescento o orégano. Depois de frio, vou alternando em camadas de molho e abobrinhas, não esquecendo da cebolinha, salsinha e a pimenta vermelha. Levo à geladeira em vasilha fechada.

sexta-feira, 21 de março de 2008

Peixe Ensopado

Hoje é Sexta – Feira Santa. Dia de ficar em casa, com a família. Momento de reflexão sobre a paixão de Cristo. Por ser uma católica de verdade, respeito muito esse dia. Inclusive de me abster de comer carne vermelha. Por isso, um peixinho vai bem. Fui para casa da minha irmã e lá degustamos uma ensopado de peixe com legumes, que estou postando aqui. Foi feito meio a “olho”, como dizem algumas experientes da cozinha. O peixe escolhido pode ser qualquer um de couro, o qual deve ser cortado em pedaços, bem temperados com sal, muito alho e limão. Cortei também rodelas de batata, cenoura, cebola e bastante tomates maduros. Primeiro refoguei mais alho e cebola no azeite, com um pouco de molho de tomate.Fui alternando camadas de peixe e legumes. Experimento o sal, ponho uma pimentinha.Depois de cozido, cebolinha e salsinha. Na hora lembrei de colocar azeitona preta, mas não tinha. Meu ensopado ficou bem simples, mas super leve e gostoso. Hoje também á mesa, o famoso peixe no “trisco”, que é um costume originado dos índios. Minha amiga Márcia é que trouxe o peixe assado, ela simplesmente adorou a idéia. Um importante detalhe, não se deve retirar as escamas, para que ele não desmanche e nem colocar tempero algum. Á parte, faça um delicioso vinagrete, com salsinha e cebolinhadireito a uma pimentinha se é do gosto. E pronto! Você retira os pedaços do peixe e mergulha nos potinhos de vinagrete, ou simplesmente põe no prato e coloca o molho por cima. e assim, se delicie com esse costume prático dos índios, sendo que eles pegam pequenos pedaços e passam apenas em um pouco de sal. Confesso aqui, que eu sempre viajo para as aldeias dos índios Karajá, que moram às margens do Rio Araguaia, portanto, aprendi essa forma de comer peixe ao natural com eles.

Delícia de Abacaxi

Na volta de Palmas, passamos pela cidade de Miranorte, uma cidade a qual uma das fontes de renda é o plantio de abacaxi, uma fruta que eu adoro. Os vendedores ficam nas barracas à beira da BR 153. É difícil até escolher, com tanto abacaxi! lá você experimenta e sai super satisfeita. Pela fartura, o preço é baixo, então aproveitei para comprar um monte. Para não deixar perder, resolvi fazer essa delícia aqui. Para o creme utilizei: 1 lata de leite condensado 1 ½ lata de leite comum 3 gemas 2 colheres de sopa de maisena Para o doce: 2 abacaxi cortados em cubos ( corte 05 rodelas finas para enfeitas) 3 colheres de sopa de açúcar 1/2 xícara de chá de água Cobertura: 1 pacote de 200 ml de creme de leite 3 claras 3 colheres de sopa de açúcar refinado Côco fresco ralado a gosto Modo de Preparar: Em uma panela, misture os ingredientes do creme. Leve ao fogo mexendo até obter um creme.Reserve. Leve ao fogo o abacaxi e deixe cozinhar bem.Reserve. Depois de bater as claras em ponto de neve, adicione o açúcar, continue a bater e acrescente o creme de leite. Bata mais um pouco. Em uma forma refratária, despeje o doce de abacaxi bem escorrido. Em seguida, coloque o creme. Por último a cobertura de creme de leite. Espalhe coco fresco por cima. Você pode decorar a gosto, inclusive com cerejinhas e folhas de hortelã. Nesta, resolvi fazer umas florzinhas do próprio abacaxi, pra ficar mais original e porque também não tinha outra opção. Por fim, Leve à geladeira até que fique firme.

Gente ando meio sumida não é? É que a correria de trabalho anda muito grande. A semana passada viajei para Palmas, fui representar a FUNAI na Universidade Federal do Tocantins, no lançamento das Cartilhas Pedagógicas dos índios Apinajé, de autoria do Professor-Doutor em Lingüística – Francisco Edvirges. Resultado de um trabalho feito com a alma, para apoio pedagógico á educação indígena Apinajé. Eu acompanho este projeto desde o início e sou testemunha ocular da dedicação desse professor na condução e organização desse projeto. E o mais interessante, é que as cartilhas foram construídas pelos próprios índios, desde a escolha dos desenhos, pinturas, capa e tradução literal. Os livros ensinam sobre História, Geografia, Matemática, Ciências, Narrativas e Cânticos e Receitas Medicinais. É gratificante ver a essência dessa ação, que busca contribuir de modo significativo para a revitalização da língua e da cultura desse povo, dentro de uma proposta diferenciada e inter-cultural, para atender as necessidades dos índios na garantia e manutenção da língua materna, que é um dos seus maiores patrimônio . Olha só, dentro do contexto da língua indígena, não há distinção de gêneros, por essa razão e outras, esse povo enfrenta dificuldades na questão lingüística, pois a maioria deles é bilíngüe. Uma coisa é certa, os índios precisam manter a sua língua, na sua forma oral e escrita, mas, também torna-se necessário o uso da nossa língua, como forma de integração.

sábado, 15 de março de 2008

Falando em guardanapos

    Eu acho um verdadeiro charme guardanapos!

    São essenciais na arrumação da mesa.

    E você pode inventar um monte de gracinhas.

    E olha só esses aqui!

sexta-feira, 14 de março de 2008

Tábua de frios

A forma como dispomos os frios em uma tábua faz a diferença!
Além de valorizar a mesa, enche os olhos de beleza.
Nesta foto, os frios foram enfeitados com flores de pepino e rabanete. Do lado, um vaso feito de abóbora e flores de cenoura.

terça-feira, 11 de março de 2008

Nhoque Recheado

Eu simplesmente tenho paixão por massas! Nhoque então....só de falar me dá água na boa. Esta receita é super gostosa e não é complicada de fazer. Tenho certeza que você vai impressionar! Pena que não tenho a foto agora, mas prometo que assim que a fizer, postarei aqui.

2 kg de batatas inglesa

1 Peito de frango

1 copo de requeijão gremoso

1 Cx de queijo catupiry ( 400 gr)

1 kg de tomate maduro sem pele e sem semente

2 cebolas grande picadas

2 tabletes de carne

1 lata de extrato de tomate

Sal a gosto

Folhas frescas de mangericão

Levo as batatas para cozinhar; um detalhe...quando vou comprá-las, procuro escolher as menores. Enquanto as batatas cozinham, levo também ao fogo na panela de pressão, o peito de frango com a água ( não exagero na quantidade), a cebola e o caldo knor, deixo cozinhar o suficiente para ficar bem macio e fácil de desfiar. Então, vale lembrar a dica que eu dei aqui sobre como descascar batatas. Depois passo-as no espremedor e junto ao queijo catupiry. Levo em uma panela, 02 colheres de óleo e douro 1 cebola picada e 03 dentes de alho,acrescento os tomates deixo cozinhar, junto também o frango desfiado. A seguir, pego pedaços da massa e modelo em formato de bolas, abro e recheio com o frango. Coloco em um refratário, cubro com o molho, salpico as folhas de mangericao, por fim, disponho o requeijão por cima e levo ao forno quente por 15m.

sábado, 8 de março de 2008

Simplesmente mulher!

Hoje comemoramos o dia "internacional da mulher", na verdade, somos todas mulheres em plenitude e todos os dias são nossos!
Mas, em especial, quero registrar aqui a minha admiração por todas as mulheres que apesar das lutas, dificuldades, injustiças, fragilidades, medos, incertezas, indiferenças, não desistem de ser felizes, pois agem com sabedoria, atitude, inteligência, coragem, tolerância, ternura, bondade, alegria, sensibilidade, nobreza, compreensão, renúncia, meiguice, determinação, beleza, paciência, proteção, força e amor.

quinta-feira, 6 de março de 2008

Lá vem a páscoa...

É tempo de alegria e confraternização! Que tal comemorar assim? Estes lindos coelhinhos vestidos de chefs de cozinha, você encontra no site da Cromus Páscoa Artesanal. São muito fofos! Fala sério! não dá vontade de levar para casa?

Salada tropical

Lembra da salada tropical que postei na ceia de natal?
A receita você encontra aqui . É que no dia, esqueci de dar o meu click com a digital, mas desta vez, fiz só para eu e meu filho Bruno. Para falar a verdade, ele não curte muito coisas doces junto com as salgadas, mas fez um esforço e saboreou um pouquinho. Já no meu caso, eu simplesmente adoro misturas de sabores. E essa aqui, fica tudo de bom.

Bolo Delícia

Hum, é delícia mesmo, pode conferir!
Recomento para um gostoso lanche da tarde. Ingredientes:
03 xícaras de chá de farinha de trigo
2 1/2 xícara (de chá) rasas de açúcar
250 g de margarina delícia
01 lata de creme de leite com soro
04 ovos
1 colher de (sopa) de fermento em pó
04 colheres (sopa )de queijo ralado
Modo de Fazer: Coloque primeiro os ovos inteiros na batedeira e bata bem. Depois acrescente a margarina e o açucar e continue batendo. Adicione os demais ingredientes e por último o fermento. Misture-o devagar á massa até dissolvê-lo por completo.Despeje em uma assadeira, forno com temperatura de (180º) . Após 25 m faça o teste do palito para ver se está pronto. Se quizer, pode polvilhar açucar refinado por cima depois de assado.

Tempo de semear...

Este lindo texto é do Pe. Fábio de Melo, um grande homem, psicólogo, poeta e servo de Deus, que tem um céu dentro de si e sabe de forma singular, lidar muito bem com as palavras para preencher os vazios dos corações tristes. Adoro ouví-lo seja em palestras ou suas músicas ( Maravilhosas!!!). Sempre que puder, postarei um texto dele aqui. Além disso, recomendo que o assistam às quinta-feiras no programa "Direção Espiritual", no canal da Canção Nova.
UM CD COM MÚSICAS QUE TRADUZEM OS SENTIMENTOS E AS EXPERIÊNCIAS DO POVO SIMPLES.

Em seu último livro, ele aborda as dificuldades
das relações humanas.
Leitura de crescimento interior. Super interessante! "Hoje, neste tempo que é seu, o futuro está sendo plantado. As escolhas que você procura, os amigos que você cultiva, as leituras que você faz, os valores que você abraça, os amores que você ama, tudo será determinante para a colheita futura. Felicidade talvez seja isso: alegria de recolher da terra que somos, frutos que sejam agradáveis aos olhos!Infelicidade, talvez seja o contrário. Sempre é tempo de lançar sementes... Sempre é tempo de recolher frutos. Por isso, não perca de vista o que você anda escolhendo para deixar cair na sua terra. Cuidado com os semeadores que não lhe amam. Eles têm o poder de estragar o resultado de muitas coisas. Cuidado com os semeadores que você não conhece. Há muita maldade escondida em sorrisos sedutores...Cuidado com aqueles que deixam cair qualquer coisa sobre você, afinal, você merece muito mais que qualquer coisa.Cuidado com os amores passageiros... eles costumam deixar marcas dolorosas que não passam...Cuidado com os invasores do seu corpo... eles não costumam voltar para ajudar a consertar a desordem...Cuidado com os olhares de quem não sabe lhe amar... eles costumam lhe fazer esquecer que você vale à pena...Cuidado com as palavras mentirosas que esparramam por aí... elas costumam estragar o nosso referencial da verdade...Cuidado com as vozes que insistem em lhe recordar os seus defeitos... elas costumam prejudicar a sua visão sobre si mesmo. Não tenha medo de se olhar no espelho. É nessa cara que você tem, que Deus resolveu expressar mais uma vez, o amor que Ele tem pelo mundo. Não desanime de você, ainda que a colheita de hoje não seja muito feliz. Não coloque um ponto final nas suas esperanças. Ainda há muito o que fazer, ainda há muito o que plantar, e o que amar nessa vida.Ao invés de ficar parado no que você fez de errado, olhe para frente, e veja o que ainda pode ser feito...A vida ainda não terminou. E já dizia o poeta "que os sonhos não envelhecem..."Vai em frente. Sorriso no rosto e firmeza nas decisões. Deus resolveu reformar o mundo, e escolheu o seu coração para iniciar a reforma."

sábado, 1 de março de 2008

Pasta de Ricota

Uma boa opção de entrada para receber os amigos...

250 gr de ricota

1 caixa de creme de leite

04 colheres de sopa de maionese

uvas passas picada

Sal a gosto

Salsinha e Cebolinha picados

Tomate seco picado

Orégano a gosto

Esta pasta de ricota, fiz para o níver da minha migucha Susi. Ela adorou e as florzinhas de cenouras também, que com certeza deram um toque gracioso. Não é difícil de fazer, basta levar a ricota picada ao liquidificador e bater juntamente com o creme de leite e maionese. Depois Leve essa mistura para uma vasilha e misture os demais ingredientes. Não exagere no tomate seco, é apenas para dar um toque. Se não tiver tomate , substitua por pimenta dedo de moça sem sementes, em conserva ( inclusive vou postar depois a receita) ou alcaparras. Sirva com torradas para canapés.